Resenha do livro "A Aposta" - Rachel Van Dyken

Livro: A Aposta
Autor(a): Rachel Van Dyken
Editora: Suma de Letras
Número de páginas: 288
Onde encontrar:  Submarino   Saraiva   Cultura   Livreira 
Kacey deveria ter fugido assim que ouviu essas palavras do milionário Jake Titus. O amigo de infância que Kacey não via há anos é hoje um dos homens mais poderosos e cobiçados de Seattle. E ele precisa de um favor dela: que ela finja ser sua noiva em uma viagem para visitar a avó Nadine, que está muito doente. Kacey aceita sem hesitar, afinal, o que poderia acontecer em apenas quatro dias? Mas o que ela não esperava era reencontrar Travis, o irmão mais velho de Jake, Quando mais novo, ele adorava perturbar Kacey: já incendiou uma boneca, colocou uma cobra em seu saco de dormir. Por isso, recebeu dela o apelido de “Satã”. Mas depois de tantos anos, Kacey se vê diante de um homem lindo, por quem se apaixona no momento em que vê o seu sorriso. O que ela não sabe, no entanto, é que os dois irmãos haviam feito uma aposta quando eram meninos: quem se casasse com Kacey receberia um milhão de dólares. Em “A Aposta”, da autora best-seller do New York Times Rachel Van Dyken, Kacey terá que descobrir qual dos irmãos é o cara certo e fazer sua escolha. Essa é a única certeza que lhe resta.
A história começa com os dois irmãos - Travis e Jake - ainda "pivetes" apostando qual dos dois conquistariam o coração de Kacey, a garota que cresceu juntos com eles se tornando melhores amigos. Kacey e Jake namoraram na adolescência, mas se separaram, após Jake estragar tudo. Passados alguns anos, Jake volta a procurá-la para propor á ela um noivado falso, apenas para limpar a imagem dele na empresa e assim conseguir reergue-la, e em troca ele paga as dívidas da faculdade de Kacey. Jake, bem sucedido e mulherengo, foi visto por paparazzis com várias prostitutas e streepers, e claro, sua família não gostou nada do que viu na tv. Por esse motivo, ele tem que fazer a mídia acreditar que agora é um homem prestes á se casar com uma mulher que não seja streeper.

Kacey aceita a proposta indecente, pensando em sua faculdade e em consideração de sua avó -por estar "doente" - viaja com Jake, fingindo um noivado. Mas o que ela não podia esperar, era que Travis estava em ação, o homem que a atormentou e fez da sua vida um inferno, e depois de tantos anos sem vê-lo, descobriu o quanto ficou lindo e muito atraente. Kacey não sabe, mas Travis sempre foi apaixonado por ela, e com medo de assumir seus sentimentos, acabava atormentando ela na adolescência, com provocações e brincadeiras infantis. Kacey e Travis se vêem envolvidos em um romance frustrante e cheia de receios.
Ás vezes, quando a vida fica difícil, e as pessoas te deixam com raiva ou até mesmo quando você está com medo, a melhor resposta é o riso. Rir na cara do medo, em face do que assusta a maioria. É a única maneira de obtê-lo com as coisas que lhe trazem as lágrimas.
Me decepcionei com o título e a sinopse do livro, que passam uma ideia errada, de que a história é baseada em um triangulo amoroso cujo o foco principal é uma aposta entre os dois irmãos. Sim, realmente houve uma aposta, mas isso quanto eles eram crianças. Mas essa aposta, definitivamente, não é o assunto principal do livro. Na verdade ela quase não é mencionada na história, apenas no último capítulo, e ainda sim achei que o autor iria se esquecer de realmente justificar o título do livro, uffaa, quase! rs. A história está mais para uma comédia romântica. Travis e Kacey juntos são tão imaturos, que nem parece que os personagens são de vinte á vinte e três anos, com brincadeiras até um pouco forçadas pela idade,sabe. Jake, com seus vinte anos, já era presidente de uma empresa e rodeado de paparazzis.    

Apesar de tudo, eu aproveitei a leitura! A pessoa que roubou a cena do livro foi a vovó Nadine, gente, que figura! Eu dei altas risadas com ela. Pensem em uma senhora de 85 anos que está mais saudável do que eu, com 22 e ainda por cima, faz "festinhas" diárias com o vizinho da frente HAHAHA' Nossa, esse é um daqueles momentos em que eu penso que se ela fosse minha avó, com certeza seriamos grandes amigas! É a personagem secundária que mais me encantou e ocupou um espacinho aqui dentro () A família é hilária!

Recomendo o livro, mas aconselho para quem quiser lê-lo, que não crie tantas expectativas com o título do livro e até pela sinopse, como eu criei. Para mim foi frustrante, pois imaginei toda aquela cena e acabei levando um gelo do autor,rs. Mas, mesmo assim, consegui me divertir bastante e dar muitas risadas com a história, principalmente com a vovó Nadine

 Nota:
 

Pin It

Um comentário:

  1. Não conhecia, mas deu vontade de ler :3
    XOXO
    onthislastday.blogspot.com

    ResponderExcluir