[Resenha] "Maybe Not" - Colleen Hoover (#1.5)

Livro: Maybe Not - Maybe Someday - livro 1.5
Autor(a): Colleen Hoover
Número de Páginas: 129
Editora: Atria Books
Onde encontrar:  Livreira  (apenas em e-books)
Nota: 
Quando Warren tem a oportunidade de viver com uma mulher como companheira de quarto, ele instantaneamente concorda. Poderia ser uma mudança emocionante. Ou talvez não. Especialmente quando essa companheira de quarto é a fria e aparentemente calculista Bridgette. As tensões estão altas e os ânimos se exaltam conforme os dois quase não aguentam ficar juntos na mesma sala. Mas Warren tem uma teoria sobre Bridgette: quem pode odiar com tanta paixão também deve ter a capacidade de amar, com tanta paixão. E ele quer ser o único a testar essa teoria. Bridgette encontrará isso em si mesma para aquecer o seu coração para Warren e finalmente aprender a amar? Talvez. Talvez não.
Maybe Not é um romance rápido com 129 páginas, novella do primeiro livro "Maybe Someday". Eu ainda não li o primeiro livro, e peguei o "bonde andando" ,rs. Mas basicamente, lendo as outras resenhas sobre o "Maybe Someday" livro de Colleen, Warren - protagonista deste livro - foi um dos personagens secundários de "Maybe Someday" que ganhou um espaço para a própria história em "Maybe Not".

A história conta um romance entre Warren e Bridgette. Warren divide um apartamento com dois amigos, acostumado a ter sua própria privacidade em seu próprio quarto. Porém, essa privacidade não durará por muito tempo quando descobre que terá uma nova colega de quarto. A principio, Warren gosta de ideia de ter uma pessoa do sexo oposto dividindo o mesmo espaço. Mas muda de ideia quando percebe que sua colega o odeia, dificultando a interação entre eles.

Bridgette é impulsiva, controladora, explosiva e mal humorada. Warren é engraçado, de bem com a vida e um fofo, e principalmente, adora desafios. E Bridgette é um desafio e tanto para ele. Ao invés de se afastar do perigo, sua curiosidade em saber o que há por trás de toda essa casca, aumenta a cada dia. E por esse motivo, Bridgette fica frustrada pela sua teimosia e tenta de várias maneiras o manter afastado. Até que ambos se vêem em relacionamento explosivo, frustrante e complexo.
"A única diferença entre se apaixonar e estar se apaixonando é que seu coração já sabe como se sente, mas sua mente é teimosa o suficiente para admitir isso" - Warren
Confesso que quando comecei a ler o primeiro capítulo, minha intenção era abandonar a leitura, imaginando que seria outro clichê romântico cansativo. De fato, a história não deixa de ser um clichê, onde o casal se odeiam e passam a se amar. Mas por pura teimosia minha, resolvi prosseguir a leitura e fiquei feliz em não desistir tão facilmente. A história é muito fofa e consegue roubar sorrisos e até gargalhadas do leitor. A maneira como Warren age perante Bridgette fazendo-a quebrar um pouco do orgulho, é hilária. Ele tem um ótimo senso de humor! E foi daí que me apaixonei pelo personagem. Bridgette é uma guerreira, e tem um passado difícil escondido por trás de todo esse mal humor. Com o decorrer da história, o leitor entende o real motivo dela ser "casca grossa", e acaba surgindo um sentimento de empatia com a personagem.

Como mencionei no começo da resenha, a história é rápida, por isso não se pode criar expectativas com o enredo. Eu só achei que a autora focou muito em um ou dois cenários diferentes e uma situação um pouco repetitiva. Mas não deixei de gostar dos personagens e do relacionamento hilários de ambos. Colleen Hoover é uma das minhas autoras favoritas, me surpreendendo com o livro "Um caso Perdido", por isso quando vi seu nome no ebook, não pensei duas vezes em lê-lo. Como o livro é apenas uma "novella", vou ler desde "Maybe Someday" para entender melhor a vida dos personagens e sua história principal, e trarei uma resenha mais detalhada e entendedora do livro,rs. Mas pressinto que vou amar, pois em todas as resenhas que li, os leitores quase morrem de amores e expectativas para tentarem descreve-las.

Numa linha final, nesse livro compreendi que não importa o quanto você bloqueia os sentimentos, o quando pode querer nunca mais amar alguém, o quanto é difícil amar os idiotas. Nada disso importa, quando o idiota certo aparece na sua vida. E quando ele aparece, um simples entrelaço de mãos, podem amolecer qualquer coração de pedra. E se isso não aconteceu ainda, é porque talvez você não encontrou o idiota certo!

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário