[Resenha] "Uma razão para respirar" #1 - Rebecca Donovan

Uma Razão Para Respirar Livro: Uma razão para respirar
Autor(a): Rebecca Donovan
Número de Páginas: 496
Editora: Pandorga
Onde Encontrar:  Saraiva   Submarino   Livreira 
Nota: 
Na cidade de Weslyn, Connecticut, onda a maioria das pessoas se preocupa em ver e ser vista, Emma Thomas preferia não ser percebida de forma alguma. Ela está mais preocupada em fingir perfeição enquanto puxa as mangas da blusa para baixo para esconder as marcas roxas, não querendo que ninguém perceba quão longe da perfeição ela realmente está. Sem esperar, ela encontra o amor. O amor a desafia a reconhecer seu valor, mas correndo o risco de revelar o terrível segredo que esconde. O livro "Uma razão para respirar" é eletrizante da primeira à última página; uma história ímpar sobre mudança, crueldade inesperada e uma garota se agarrando à frágil esperança. Uma Razão para respirar não é só um romance é um livro que aborda a violência doméstica e todos os dilemas que as crianças e adolescentes que passam por isso precisam enfrentar. A personagem principal vive esta realidade e tenta tornar-se invisível para que as pessoas a sua volta não a percebam. E por meio da amizade e amor ela tenta superar cada dia doloroso até que consiga escapar desta rotina. Uma história forte, emocionante, dura, real, meiga, triste e doce ao mesmo tempo, que vai mexer com os sentimentos do leitor. Uma leitura envolvente do inicio ao fim.
Uma razão para respirar, primeiro livro da Trilogia "Breathing", aborda um assunto muito sério e que na maioria das vezes não paramos para pensar que isso pode estar acontecendo com seu vizinho, um amigo, até mesmo poderia ser você: a violência doméstica. Não sei como começo essa resenha, sinceramente, o livro me deu um chá de realidade que em momento algum estaria esperando. Quando li a sinopse, esperava mais por um romance clichê. E a autora fez questão de tirar toda a melação e dar um tapa na cara do leitor com uma realidade sofrida, sabendo-se que a história não é só fictícia. Emma - a personagem - representa todas as pessoas no mundo que passa por esse abuso.

Emma mora com seus tios e dois priminhos que ela mais ama no mundo. Mas encara a dura realidade de ter que conviver com sua tia que por algum motivo inexplicável a odeia com todas as forças. Sua tia faz questão de mostrar esse ódio agredindo-a de qualquer maneira por qualquer motivo. Basta ela estar respirando. Emma tenta esconder todos os dias a marca desse ódio em seu corpo para que nenhum de seus colegas de escola desconfie. Aliás, sobre amigos, Emma só tem uma pessoa em que confia de olhos fechados e se apoia totalmente nela: Sara. Sara é a única que sabe de toda a dor que Emma enfrenta, e faz de tudo para que Emma não desabe.
"Por mais que tentasse ser invisível, era impossível escapar dela e de sua ira implacável" - Emma
Emma é uma garota calada, de nenhum amigos, anti social que prefere nunca ser notada. Até conhecer Evan. Evan a faz sentir coisas que Emma não sabe lhe dar com toda essa explosão de sentimentos. Estava tudo perfeito enquanto ela não era notada e as pessoas estavam convencidas de que a única pessoa com quem Emma se relacionava era apenas com Sara. Mas tudo mudou quando perceberam que Evan conseguiu ao menos a atenção da garota mais esquisita da escola. Em meio á tudo isso Emma se vê em uma bola de fofocas envolvendo seu nome. Uma das coisas que ela nunca imaginava, e isso a apavora. Mas também descobre um mundo "libertador" e mágico quando está com Evan e sua melhor amiga Sara. Algo proibido que a faz se sentir ainda mais forte e livre. Descobre novos romances, pessoas que realmente queriam se aproximar, mas tinham receio por ela afastar todos que tentassem algo do tipo. Descobre um mundo de completa maldade e bondade. Um mundo que para nós é totalmente normal, mas que para Emma que sempre esteve presa num casulo e que não se importava com nada ao seu redor, isso sim era assustador. Ela teve que aprender á lhe dar com milhares de sentimentos tudo ao mesmo tempo: amor, amizade, perdas...mas descobre ser mais forte do que pensava...

A história é comovente, vemos Emma sofrer e comer o pão que o diabo amassou com sua tia, mas ainda sim, ela não se apoia no seu sofrimento e nem se faz de coitada. Emma esconde toda a sua dor no fundo do baú e aproveita cada segundo de liberdade quando está com seus amigos: Evan e Sara. Parabenizo a autora pela história incrível. E confesso, chorei em alguns capítulos. Parecia que estava sentindo toda a dor de Emma. E claro, sorri em outros por ver o quanto essa garota é forte e o quanto ela ainda valoriza aqueles que realmente se importam com ela. Uma história de luta, determinação, amizade, sofrimento, amor e esperança. Uma história digna de exemplo.

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário