[Resenha] "Eu escolhi Respirar" #3 - Rebecca Donovan

Eu Escolhi RespirarLivro: Eu escolhi Respirar
Autor(a): Rebecca Donovan
Número de Páginas: 424
Editora: Pandorga
Onde Encontrar:  Cultura   Submarino   Livreira (PDF) 
Nota: 
Emma Thomas está se escondendo. De tudo e de todos inclusive de si mesma. Mas não pode se esconder para sempre. Seu passado a encontrará, e seus segredos não ficarão em silêncio não se ela quiser ser perdoada. Emma aprende que honestidade pode ferir mais do que traição, e que a verdade pode lhe custar o único amor que já conheceu.

Eu escolhi respirar é o terceiro livro da trilogia "Breathing" e confesso que estou em uma relação de amor e ódio com o desfecho. Os dois primeiros livros que resenhei, juro que eu tinha certeza de que essa trilogia seria a minha favorita do ano. Mas depois de ler o terceiro e último, confesso que estou na dúvida se será minha favorita, mesmo. Eu não sei como resenhar aqui para vocês, porque terminei o livro com a sensação de que faltava mais conteúdo para essa história final. Rebecca Donovan conseguiu me prender ao extremo nos dois primeiros livros me fazendo sentir todas as emoções ao mesmo tempo. Chorei, ri, senti ódio, chorei mais um pouco, senti saudades, enfim...a história realmente me prendeu. Por isso, quando terminei o segundo livro, criei uma expectativa tão grande para este terceiro, que nenhum outro poderia superá-lo. E sinceramente, a autora me jogou um MAR de água fria na minha cabeça (não foi nem balde), que estou até agora frustrada, não satisfeita com o que eu li e querendo respostas para todas as minhas perguntas. Eu realmente senti que faltou muito mais coisas á serem reveladas.

Emma, após fugir do seu passado em Weslyn, passou a morar em Califórnia com mais três amigas. O que ela pensou que seria melhor para ela estando longe de tudo e de todos que ela magoou, na verdade foi totalmente o inverso. Descobriu que não adianta fugir do seu passado. Ele sempre vai estar no seu mais íntimo e profundo subconsciente. E aquilo estava á "matando" por dentro. Ela resolveu seguir sua vida, escondendo que precisava de ajuda. Por isso começou agir de maneira com que suas amigas desconfiassem de que ela estava de fato surtando. Além de guardar um segredo sombrio compartilhado com Jhonatan - no segundo livro - ela ainda teve que enfrentar a morte de sua mãe, não havendo outra opção se não voltar para seu passado em Weslyn e reencontrar Evan, que ela evitou por dois anos. E Evan agora quer respostas. Emma não pode mais fugir da verdade se realmente quiser ficar com ele. 

No balanço irregular da minha vida eu havia experimentado amor e perda. A perda me desafiou a ser forte, mas foi o amor que me ajudou quando fui fraca. Eu era uma sobrevivente. E agora eu queria me concentrar em viver a minha vida.

Nesse último livro, Emma teve que enfrentar todos os seus monstros cara-a-cara. Mas o que ela tinha de força, garra e determinação nos dois primeiros livros, caiu por terra nesse terceiro. Achei que a história não tinha como ficar mais dramática. Posso estar sendo insensível, eu sei que ela passou por poucas e boas e sua vida não foi fácil desde criança, sei que tudo isso influenciou nos seus traumas, medos e pesadelos. Sei que ela teve todo o direito de se deixar levar pelos seus pensamentos sombrios. Porém, a autora fez dessa história LITERALMENTE um mar de dramas do início ao fim. O que me fez ficar um pouco impaciente e até querendo abandonar a leitura. A autora focou muito no sofrimento de Emma, ao invés de criar uma maneira dela superar tudo isso e realmente ajudar a personagem. O romance de Evan e Emma ficou muito clichê e confuso. Ambos estavam magoados um com o outro, mas a autora não conseguiu passar esse sentimento de mágoa. Na verdade se os personagens não tivessem citado que estavam "feridos" eu juraria que não havia acontecido nada entre eles para que pudessem estar chateados. 

Eu realmente odiei ter que escrever uma resenha em que eu não cito nada de bom nele. Acredito que não era o momento certo para eu te-lo lido, e por isso tanta decepção. Ou criei expectativas ao extremo com ele e a autora não conseguiu suprir essa minha necessidade de me conectar com a história e os personagens, como me conectei nos dois primeiros livros. Ou realmente o desfecho foi ruim mesmo. Mas, lendo algumas resenhas de outras blogueiras sobre esse livro, todas falaram muito bem e revelaram ser a trilogia favorita delas. Então, vamos supor que realmente não foi um bom momento para eu lê-lo. Enfim, a história como um TODO, é incrível, maravilhosa, emocionante e simmm todos deveriam ler. Essa história é linda demais. Mas se eu fosse escrever esse último livro, com certeza colocaria mais emoção, uma pitada de drama sem exageros, conquistas e muita SUPERAÇÃO. Foi isso que faltou: superação. Mas como eu não sou a escritora,rs vou seguir minha vida á partir daqui, aceitar que dói menos e superar!

Pin It

Nenhum comentário:

Postar um comentário